Casos de Sucesso

Transparência e integração de dados entre órgãos públicos melhora atendimento aos cidadãos em Campo Grande

25 outubro 2016

O que é o sistema?

Atenta as necessidades da população campo-grandense e visando um melhor atendimento, a Prefeitura de Campo Grande dispõe do SIMGEO (Sistema Municipal de Geoprocessamento de Dados). Dentre as 27 secretarias do município, 20 estão utilizando o sistema, beneficiando a integração entre os órgãos, além de propiciar celeridade em processos de análise do território do município, promovendo justiça fiscal, otimização, redução de custos e transparência à população.

O sistema também permite a comparação de dados cadastrados pelos proprietários dos imóveis como, por exemplo, a medida do terreno e o tipo de construção, averiguação da infraestrutura do bairro onde o imóvel está localizado e disponibiliza informações avançadas como imagens via satélite em alta resolução. O sistema é desenvolvido sob a plataforma ArcGIS comercializada Imagem, líder em Soluções de Inteligência Geográfica.


Como a Prefeitura de Campo Grande utiliza a Plataforma ArcGIS?

Segundo o chefe do Grupo de Informática e Geoprocessamento da Semadur (Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano), Maycon Diego Ferreira Palmeira, o sistema SIMGEO está ativo e permite vantagens à Prefeitura como redução de custos, identificação de imóveis irregulares, otimização de processos. “O sistema permite a transparência aos processos públicos, sendo que 200 cadastros internos utilizam diariamente o sistema e, em breve, serão inclusas outras secretarias do município e novas funcionalidades de forma a aperfeiçoar e para que todos os agentes públicos tenham acesso ao sistema”, observa Maycon Palmeira.

Para o secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Rui Nunes, o sistema é essencial para melhor atendimento da Prefeitura aos cidadãos campo-grandenses. “Cada vez mais a administração pública deve utilizar de ferramentas tecnológicas para atingir o bom atendimento e a eficiência nas suas atividades e o SIMGEO é a ferramenta que proporciona essa busca de excelência nos serviços prestados à população”, destaca.

Algumas das secretárias e instituições que utilizam o SIMGEO são a Semadur, IMTI (Instituto Municipal de Tecnologia da Informação), Planurb, (Instituto Municipal de Planejamento Urbano), AGETRAN (Agência Municipal de Transporte e Trânsito, Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação)), dentre outras.

Flávio Ramão Ferreira, fiscal de obras há mais de vinte e cinco anos na Prefeitura, acredita que inovações sempre são benéficas ao desenvolvimento do trabalho. “Utilizamos o sistema SIMGEO para pesquisa de dados cadastrais de imóveis, inscrições imobiliárias, localização de logradouros e micro regiões da cidade. Auxilia muito no atendimento de denúncias e processos de obras que a população solicita”, destaca.


Visão de futuro 

Em breve, a Prefeitura pretende avançar o SIMGEO com informações de dados de locais como hospitais, postos de saúde, escolas, linhas de ônibus, entre outros. O projeto segue o conceito de comunidades inteligentes que visa conectar diferentes ativos públicos com informações sobre saúde, transporte, educação e segurança pública objetivando troca de informações entre si de maneira automática. Este conceito faz parte da visão de Transformação Digital que já é realidade nos municípios de Maringá e Londrina, no Paraná; Vitória, no Espírito Santo; Manaus, no Amazonas e no Rio de Janeiro.



Fill out my online form.