Programa ArcGIS para INDE

Comprometida com o processo de implantação da Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais (INDE), a Imagem lançou o Programa ArcGIS para a INDE como forma de apoiar seus clientes a produzir dados, metadados e geoserviços nos padrões da INDE. 

A INDE, instituída pelo Governo Federal, através do Decreto Nº 6.666 de 27/11/2008, tem como propósito catalogar, integrar e harmonizar dados geoespaciais existentes nas instituições do governo brasileiro, produtoras e mantenedoras desse tipo de dado, de maneira que possam ser facilmente localizados, explorados e acessados para os mais diversos usos, por qualquer cliente que tenha acesso à Internet. Os dados geoespaciais são catalogados por meio dos seus respectivos metadados, publicados pelos produtores/mantenedores desses dados.

O ArcGIS para a INDE foi concebido em parceira com o Exército Brasileiro, por meio da Diretoria de Serviço Geográfico (DSG), que está responsável pela coordenação da elaboração das especificações técnicas para a Estruturação de Dados Geoespaciais Vetoriais (ET-EDGV), para a Mapoteca Nacional Digital – MND, componente da estruturação de dados geoespaciais do mapeamento terrestre da INDE. 

O primeiro produto a ser disponibilizado pelo Programa ArcGIS para a INDE é o Esquema do Geodatabase Esri no padrão da ET-EDGV. Inicialmente, o esquema está disponível na versão 2.0 da EDGV homologada pela INDE.

A INDE está vinculada ao conceito de IDE (Infraestrutura de Dados Espaciais), que se fundamenta em quatro grandes eixos sendo: os produtores de dados (governo, empresas, a iniciativa privada e sociedade em geral); os usuários deste acervo de dados; a infraestrutura tecnológica para conectar esses dois públicos e a governança, isto é, o conjunto de regras, padrões e papéis desse processo. 

"Acreditamos que todas as empresas possuem os mesmos direcionadores de uma IDE, ou seja: a necessidade de localizar, integrar e compartilhar informações e recursos geoespaciais. A tecnologia GIS mais avançada combinada com computação em nuvem e ofertas de SaaS torna possível a implantação de uma IDE muito rapidamente,  com menor custo, de maneira escalável, com melhor performance e maior alcance. Padrões de dados, metadados e serviços WebEB, aliados a mecanismos de busca federada permitirão que as IDE´s se comuniquem e compartilhem recursos, criando uma nova arquitetura lógica de integração de IDE`s, onde a INDE é um nó central", afirma Lúcio Graça, Diretor de Inovação da Imagem.

Novas versões do Esquema serão disponibilizadas à medida em que sejam homologadas. Para isto, a Imagem continua trabalhando em conjunto com a DSG no desenvolvimento do Esquema simultaneamente à elaboração, teste, lançamento e homologação das próximas versões da ET-EDGV.
 


Baixar Arquivos

Fechar