Casos de Sucesso Geoprime revela o mapa das minas no país por meio de tecnologia 3D

O histórico

Situada na cidade do Rio de Janeiro, a Geoprime, focada em estudos e consultoria na área de mineração, meio ambiente e segurança no trabalho, está implementando a plataforma de geoprocessamento ArcGIS, junto com softwares de gestão de dados, desenvolvimento de projetos e organização de informações geoestruturadas, e de modelagem tridimensional (3D), fornecidos pela Imagem, empresa líder em soluções em Sistemas de Inteligência Geográfica (GIS) no Brasil. O objetivo é aprimorar as prospecções de recursos minerais com base em tecnologia em até três dimensões (largura, comprimento e profundidade da área de interesse) e análises profundas de dados geológicos. 

A solução

Por meio da solução de modelagem 3D, em pleno uso na Geoprime, a companhia já obteve resultados significativos em relação à agilidade, qualidade e confiabilidade das informações passadas aos clientes, como por exemplo, sobre o ciclo de vida de uma jazida mineral para a abertura de uma mina, processo que envolve altos riscos financeiros. “Conseguir visualizar a operação, e identificar desafios operacionais e o potencial de extração de um terreno, antes mesmo de abrir uma lavra é o estado da arte na prospecção de recursos minerais e isso para nós já é uma realidade”, afirma Iledli Santos, engenheiro de minas da Geoprime. A possibilidade de gerar gráficos em 3D dos locais para extração de minério é fundamental para o setor de mineração, pois evita riscos de investimento, facilita a abertura de novos empreendimentos e permite que as empresas realizem estudos técnicos de longo prazo como, quanto é necessário perfurar o solo para chegar à jazida de minério, quais equipamentos de perfuração e quanta mão de obra precisa ser contratada, identificar potenciais obstáculos rochosos a serem superados, prever impactos ambientais, e validar a quantidade de recursos minerais encontrados nas áreas de interesse, etc.. “Dessa maneira, é possível decidir se é viável ou não continuar a ter interesse no estudo de determinada área para fins de atividade de mineração. O que torna a solução uma ferramenta de extrema importância para a pré-avaliação dos terrenos”, aponta Santos. 

Os benefícios 

Outra vantagem adquirida pela Geoprime com o ArcGIS é a integração de dados geológicos, exploratórios e de meio ambiente provenientes de fotos de satélites, Missão Topográfica Radar Shuttle (SRTM – no acrônimo em inglês), dados de fauna/flora e distribuição espacial dos requerimentos de áreas de mineração, bem como disposição latifundiária em uma mesma plataforma, o que permite o entendimento de informações sobre afloramentos rochosos, ocorrências de minerais e minérios, variabilidade espacial de corpos rochosos. “Desta forma é possível identificar e enquadrar previamente, qualquer local do globo terrestre sob a ótica de suas características Geoprime revela o mapa das minas no país por meio de tecnologia 3D: geológicas, exploratórias e de meio ambiente, de maneira ágil e assertiva”, explica o engenheiro de minas. Segundo Ildeli, que já trabalha há mais de sete anos com o ArcGIS, um dos grandes diferenciais da Imagem é o suporte e atenção dados ao projeto de implantação da tecnologia nos sistemas da Geoprime. “Em todas as fases de instalação da plataforma de geoprocessamento, contamos com o atendimento dos profissionais da Imagem, o que tem nos ajudado a tornar a tecnologia parte intrínseca do nosso trabalho, que não se vê muito no Brasil. E hoje, graças a esse atendimento, podemos dizer que dispomos para nossos clientes o melhor leque de recursos de análises geográficas e geológicas no setor mineral e de meio ambiente no Rio de Janeiro”, finaliza.


Mais informações: http://geoprime.com.br/